Artigo publicado no dia: 26/02/2010

As questões ligadas ao meio ambiente são um dos principais desafios do inicio do século XXI e, por certo, dos anos futuros. Trata-se de um conjunto de impactos ambientais que deve ser tratado de forma global, já que também de uma forma geral, todo o Planeta é por ele atingido, ou melhor, os seres vivos que habitam o Planeta. 
A água é um bem essencial à vida e, têm se tornado cada vez mais escassa, há muito não é novidade, assim como as proteções naturais de nosso Planeta, camada atmosférica, florestas, ecossistemas, e outros mais, que se degradam pelas alterações climáticas e suas consequências catastróficas, provocadas, indiretamente ou diretamente pelo homem.  É preciso lembrar que o Planeta é nosso habitat e mesmo com toda destruição praticada pelo homem, o Planeta, como nosso habitat ou não, continuará existindo, E os seres que o habitam,continuarão?

 
Sendo assim, é necessária a adoção de comportamentos que, no dia a dia de cada um de nós, possam contribuir para preservação do meio ambiente, promovendo a renovação dos recursos naturais e a reutilização dos não degradáveis. Essa é a proposta do momento, que alardeia pela mídia, promover ações sustentáveis que minimizem os impactos ambientais. Hoje já se evoluiu bastante na questão, principalmente no âmbito empresarial, mas ainda falta muito, e o que aparentemente parece fácil de aplicar, em teoria, na prática não é bem assim. Principalmente quando tratamos o tema individualmente, ou seja, sem retorno imediato ao individuo apenas conscientização ambiental em prol da coletividade, aí outras questões aprecem como prioridades e justificativas para não se implantar, principalmente no quesito custo, o grande vilão contra os projetos de preservação do meio ambiente, além é claro da falta de consciência da maioria, uma barreira e tanto...   Mas é preciso agir já, pois a conta pode ficar bem mais cara para todos, principalmente para as gerações futuras.  Exemplos não faltam, imagine quantas famílias carentes poderiam ser ajudadas com a verba utilizada na despoluição do Rio Tietê em São Paulo, Bahia de Guanabara no Rio de Janeiro, e outros mais que poderiam ter sido evitados com ações de proteção ao meio ambiente, então o que falta?
 
Falta tomarmos uma atitude e enfrentar os paradiguimas com criatividade, pois nem tudo que envolve implantação de projetos ambientais necessariamente irá custar, existem situações que podem nem custar ou até gerar algum retorno, vamos imaginar a seguinte situação envolvendo uma coletividade organizada em condomínio;
Quanto custa separar todo resíduo doméstico, reciclável e orgânico, quando estes já estão nos latões prontos para o descarte?  Custariam funcionários dedicados a separação, pelo menos o dobro de latões para armazenar os resíduos, um bom espaço físico, além de todo transtorno e riscos à saúde dos funcionários envolvidos no processo. É um custo alto que não compensaria nem com a venda do reciclável, certo?  Agora vamos ao inicio do processo, se todos os condôminos separarem adequadamente seus resíduos, reciclável e orgânico, e descartarem em local definido pela administração ou em container próprio de empresas recicladoras, com certeza não haveria custo, ou muito baixo, que provavelmente seria compensado, seja financeiro ou em benefício ao condomínio, resultado: Todos ganham !
 
È isso que chamamos de conscientização ambiental com sustentabilidade.  Hoje a maioria dos resíduos pode ser reciclada e/ou reaproveitada, inclusive alguns que parecem não ter nenhuma possibilidade de reaproveitamento e são altamente poluidores, um bom exemplo é o óleo de fritura, você sabia que um litro deste resíduo pode contaminar um milhão de litros de água potável? O equivalente ao consumo de uma pessoa no período de 14 anos !   Além disso, encarece o processo e prejudica o funcionamento das estações de tratamento de água, podendo causar entupimentos nos encanamentos, refluxo de esgoto e até rompimentos nas redes. Fora da rede de esgoto, a presença de óleos nos rios cria uma barreira que dificulta a entrada de luz e a oxigenação da água, comprometendo a base da cadeia alimentar aquática e matando os peixes, além de contribuir para a ocorrência de enchentes. Outro ponto é que chegando ao oceano e, em contato com a água do mar, libera gás metano (21 vezes mais agressivo que o carbono), um dos grandes vilões do aquecimento global, ou seja, residuo altamente poluidor porem com reaproveitamento, como insumo de produção, para diversos produtos dentre eles;massa de fixação, ração animal, sabão em pasta e pasmem - biocombustível, isso mesmo !
 
Atualmente são mais de 20 usinas em funcionamento no Brasil que captam os óleos residuais, através de empresas licenciadas, e o transformam em biodiesel.  Enquanto o diesel de petróleo custa cerca de R$ 2,00 o Lt, o biodiesel de óleo de fritura(usado) sai por bem menos. E mais: ele emite até 40% menos gases de efeito estufa do que o diesel de petróleo, ou seja, é menos poluente do que o combustível fóssil.  Incrível como um resíduo altamente poluidor pode ser transformado e ajudar a poluir menos a atmosfera... Então surge pergunta: Porque não se faz mais pelo meio ambiente? RESPOSTA: Faltam atitudes individuais em prol da coletividade! 
 
Na verdade, o problema do óleo de fritura é o mesmo da maioria dos resíduos, tais como as sacolinhas plásticas de supermercado, as embalagens tetra pak, baterias de celular, lâmpadas fluorescentes, e outros mais...
Existem várias empresas, nacionais, preparadas e legalizadas que atuam no mercado de recicláveis com seriedade e profissionalismo, inclusive em Juiz de Fora.   É preciso deixar de passar a conta para o próximo, nossos filhos, netos, etc... e cada qual assumir sua parte no processo, todos nós dependemos uns dos outros para viver melhor, pense nisso e plante essa consciência ambiental, afinal a soma das pequenas atitudes é que transformam o nosso meio.
 
Alessandro Massimo
Especialista Ambiental
 
Abaixo a listagem completa de todas as padarias que estão participando da campanha "Recicle seu óleo usado". Faça sua parte! Guarde seu óleo usado em garrafas pet ou outro recipiente e leve-o para a reciclagem em uma das padarias participantes mais próxima de sua casa.
 

PONTO DE COLETA - PADARIAS

ENDEREÇO

BAIRRO

Park Pão

Av. Rio Branco, 3239

Bom Pastor

Padaria Amazonas Sul Pães

Av. Rio Branco, 3588

Passos

Padaria Requinte

Rua Morais e Castro, 33 / 39

Alto dos Passos

Nutry Pão

Av. Independencia, 2845

São Mateus

Padaria e Confeitaria Luane

Av. Independencia, 2229

São Mateus

Padaria Guilhanna

Av. Dr. Paulo Japiassu Coelho, 547

Cascatinha

Padaria e Confeitaria TrigosFrios

Rua Chanceler Oswaldo Aranha, 219

São Mateus

Padaria e Confeitaria Agua na Boca

Rua São Mateus, 588

São Mateus

Padaria e Confeitaria Arte de Trigo

Rua Melo Franco, 369

São Mateus/Stª Cecilia

Padaria Elite

Rua São Mateus, 1470

São Mateus

Pães & Cia Gulosa

Rua Ibitiguaia, 420

Santa Luzia

Padaria Xavier e Bolotaria

Rua Ibitiguaia, 389

Santa Luzia

Padaria Manchecester

Rua Stº Antonio

Centro

Padaria Lisboa

Av. Rio Branco,

Centro

The Best Pão

Rua Moraes Sarmento

Stª Catarina

Padaria e Confeitaria Stª Rita de JF

Rua João Leite de Oliveira, 02

Encosta do Sol

Padaria Novo Sabor

Rua Tomás Gonzaga, 233

Francisco Bernardino

Padaria Progresso

Rua Martins Barbosa, 44

Benfica

Padaria e Confeitaria Flor de Trigo

Rua Martins Barbosa, 148/156

Benfica

Panificadora Sovicris

Rua Martins Barbosa, 402

Benfica

Padaria e Confeitaria Benfica

Praça Jeremisa Garcia, 815

Benfica

Padaria Boa Esperança

Rua Stª Terezinha, 33

Stª Terezinha

Milk Pão

Av. Rui Barbosa,  765

Stª Terezinha

Padaria Bairu

Av. Governador Valadares, 520

Manoel Honorio

Pop Pão

Av. Governador Valadares, 519

Manoel Honorio

PONTO DE COLETA -  OUTROS

 

 

Todas as lojas da Rede de Supermercados  Bretas

Juiz de Fora

vários bairros

Hipermercado Carrefour

Juiz de Fora

Stª Luzia

Santa Cruz Shopping

Juiz de Fora

Centro

Histórico de artigos

24/09/2017 - Falando em condomínio...

09/07/2017 - Falando em condomínio...

07/06/2017 - Inadimplente ativo, passivo e superendividado

20/04/2017 - Falando em condomínio

24/09/2016 - Falando em condomínio...

11/07/2016 - Falando em condomínio...

25/04/2016 - Falando em condomínio com o consultor José Maria Braz Pereira

16/03/2016 - Rateio de despesas

02/03/2016 - Férias e auxílio-doença

04/02/2016 - Falando em condomínio...

02/12/2015 - Auxílio-doença

09/11/2015 - Falando em condomínio...

30/09/2015 - Renata Rocha - advogada

10/09/2015 - Falando em condomínio...

15/07/2015 - Falando em condomínio ...

26/05/2015 - Falando em condomínio...

12/03/2015 - Falando em condomínio...

19/01/2015 - Falando em condomínio...

06/11/2014 - Falando de condomínio

08/10/2014 - Os seguros condominiais e as coberturas inadequadas

15/09/2014 - Falando de condomínio

04/09/2014 - FALANDO DE CONDOMÍNIO...

08/08/2014 - Câmeras de segurança

14/07/2014 - Como prevenir roubos e assaltos em condomínios

09/06/2014 - Falando de condomínio

09/05/2014 - Rateio de despesas em condomínios mistos

15/04/2014 - As formas de remuneração do síndico

15/04/2014 - Falando de condomínio

08/02/2014 - A destituição do Síndico II

20/12/2013 - Condomínio no dia a dia

22/11/2013 - A destituição do Síndico

06/11/2013 - Condomínio no dia a dia

06/11/2013 - Condomínio no dia a dia

30/08/2013 - Condomínio no dia a dia

17/05/2013 - As responsabilidades do síndico

21/03/2013 - Inadimplência

16/11/2012 - Artigo

24/08/2012 - Capacitação e Reciclagem

20/07/2012 - Despesas

22/06/2012 - Condomínio no dia-a-dia

27/04/2012 - Conflitos pessoais nos condomínios e reflexos jurídicos

24/02/2012 - CONDOMÍNIO DIA A DIA...

14/11/2011 - CONDOMÍNIO DIA A DIA...

20/09/2011 - “Ser ou estar síndico"

15/07/2011 - José Maria Braz Pereira, consultor de condomínios

13/05/2011 - José Maria Braz Pereira, consultor de condomínios

21/03/2011 - José Maria Braz Pereira, consultor de condomínios

14/01/2011 - Condomínio no dia a dia

12/11/2010 - Assembleia

08/09/2010 - Convenção

02/07/2010 - Assembleias

07/05/2010 - Síndico

26/02/2010 - Natureza

17/01/2010 - Legislação

15/01/2010 - Equilíbrio e Paz

13/11/2009 - Gerenciando Condomínios

28/04/1994 - Falando de condomínio

28/04/1994 - Falando de condomínio

00/00/0000 - Condomínio no dia a dia

00/00/0000 - Condomínio no dia a dia

 
Página Inicial | Anuncie Aqui | Notícias | Currículos | Revista O Síndico | Índices | Contato
Síndico JF © 2014 Desenvolvimento: