Educação financeira em condomínios

30 dez | 1 minuto de leitura

ESCRITO POR: Cristiano Magri
Graduado em Administração e pós-graduado em Finanças, Auditoria e Controladoria na FGV, sócio-diretor da Ativa Cobrança


Em 20 de dezembro, cerca de 83 milhões de brasileiros receberam o 13º salário com valor médio de R$ 2539. Segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), será injetado na economia do país um total de R$ 232,6 bilhões. Mas o que os brasileiros farão com esse dinheiro?

O número de inadimplentes no Brasil chegou a 62,21 milhões, a maioria com dívidas em média de R$ 3.944 por pessoa e R$ 1.177 por dívida. Sendo o cartão de crédito liderando a porcentagem de inadimplência com 28,7%.

Com o pagamento do 13º salário, muitas pessoas, por falta de educação financeira, utilizam seu valor para compras, muitas vezes efetuadas por impulso e as demais obrigações são deixadas de lado, o que aumenta ainda mais o valor do seu inadimplemento, gerando um superendividamento.

Antes de fazer qualquer aquisição, devemos nos fazer algumas perguntas tais como: Eu posso pagar essa compra à vista? Realmente eu preciso comprar? Qual a minha situação financeira agora? Tenho reserva financeira? Essa compra me fará feliz? Se eu não comprar agora, o que eu farei com o dinheiro? Verifique quais serão as respostas, para não ter arrependimentos futuros. O ideal é juntar o dinheiro e efetuar as compras à vista, negociando descontos.

Agora é o momento para condôminos e consumidores inadimplentes procurarem credores, administradoras, síndicos e empresas de cobrança para quitarem seus débitos. A taxa condominial deve ser prioridade já que é rateio e um condomínio com boa saúde financeira consegue honrar suas obrigações e promover melhorias, valorizando o patrimônio.

Um acordo é sempre melhor para todos e quando há disposição de resolver por ambas as partes, fica mais fácil chegar a um denominador comum. Quite suas dívidas, ninguém prospera devendo!


Horta vertical para prédios: é possível?24, maio 2022

Horta vertical para prédios: é possível?

ESCRITO POR: André Cenak Administrador de empresas e especialista em jardins verticais e horizontais, telhados verdes, hortas e projetos de paisagismo Olá, amigos, […]

Leia mais
Conteúdo Repostado | Alteração de fachada17, maio 2022

Conteúdo Repostado | Alteração de fachada

ESCRITO POR: José Maria Consultor de empresas voltado para área de Recursos Humanos e Consultor na área de Administração de Condomínios O […]

Leia mais
Locação por temporada em condomínios e a vigência da MP 1.108/202223, abril 2022

Locação por temporada em condomínios e a vigência da MP 1.108/2022

ESCRITO POR: Cristiano Oliveira Advogado condominial, membro do Grupo de Excelência em Administração de Condomínios – GEAC do CRA/SP As locações por […]

Leia mais