Seriedade e dedicação como síndica profissional

01 mar | 3 minutos de leitura
Isabelle associa a psicologia à função de síndica para resolver conflitos

Isabelle Bisaggio, 32 anos, casada, traz em sua formação diversos cursos de síndico profissional, gestão condominial, e também, optou pela área de psicologia, visando ampliar seus conhecimentos em mediação de conflitos, muito comuns na área condominial. Apaixonada pelo trabalho, descobriu novos caminhos para seguir na carreira. “Em uma assembleia de condomínio que atuava como assessora, fui convidada por um dos moradores para exercer o papel de síndica profissional, visto que os condôminos já conheciam o meu trabalho. A partir daí, acabei me encantando cada vez mais por essa função”, conta.

Atualmente, Isabelle atende a 10 condomínios. Entre eles, o mais recente é o Residencial Park Teixeiras, com cerca de 120 apartamentos. “Tenho uma relação muito amistosa com todos os moradores. A maioria elogia meu trabalho. Sempre peço para que eles me deem um retorno, visto que é também uma forma de melhorar meu serviço”.

Ela conta que trabalha com uma equipe qualificada, o que é um dos diferenciais na sua forma de atuação. “Mais duas pessoas me auxiliam com os atendimentos e a parte operacional. Vistoriamos todos os condomínios periodicamente, acompanhando de perto o dia a dia de cada um deles”.

A síndica profissional acredita que a psicologia também está relacionada com a gestão. “Não adianta querer cuidar apenas da parte burocrática, resolver toda a documentação, prestação de contas, entre outras tarefas. Lidar com pessoas requer habilidades, pois cada uma pensa de uma forma diferente. Procuro trazer um jeito mais humanizado para tratar das diversas questões dentro do condomínio. É necessário ter empatia e sensibilidade para mediar conflitos e promover o bem-estar comum”, enfatiza.

Ela conta com uma equipe de apoio para gerir os condomínios

Isabelle relata que fez curso de Técnico em Segurança do Trabalho. “Algumas técnicas que aprendi utilizo na prática. Todas as vistorias são enviadas para um software de gestão de maneira que possamos fazer um acompanhamento global das demandas, gerar relatórios e tornar mais eficiente a prestação de serviço”, afirma. Também já participou de vários congressos sobre a área condominial, inclusive em outros estados. “Estou sempre buscando aprimorar meus conhecimentos, pretendo em breve fazer uma pós-graduação em Direito Condominial para agregar ainda mais conhecimento à profissão”.

Mercado promissor

Ainda de acordo com ela, o mercado é bastante promissor e está em crescimento. “Existem muitos prédios prestes a serem inaugurados e outros ainda em construção. Eles precisarão de profissionais para fazer a gestão do condomínio. Não é possível trabalhar nessa área com amadorismo. É necessário se dedicar, buscar cada vez mais capacitação e acompanhar as mudanças na legislação”, orienta.

Nos últimos anos, a figura do síndico profissional vem ganhando destaque. “Ele funciona como um gestor especializado que tem como objetivo administrar um condomínio, mas sem necessariamente residir nele. No entanto, as responsabilidades são enormes e as cobranças são maiores que as de um síndico morador, por se tratar de um profissional da área”, explica Isabelle.

Ela chama atenção ao fato de que muitas pessoas não conhecem bem essa função e escolhem pelo preço e não pela qualidade e competência. O problema de escolher um profissional pelo preço é que nem sempre está atrelado à qualidade do serviço. E o resultado é que, pouco tempo depois, os condôminos pedem sua destituição. Isso compromete todo andamento da gestão condominial, principalmente, em empreendimentos novos e que estão sendo entregues agora”, conclui.

FONTE: Revista O Síndico – Edição 48


Acontece em junho a primeira edição do Curso Locação de Imóveis Urbanos18, maio 2022

Acontece em junho a primeira edição do Curso Locação de Imóveis Urbanos

Já estão abertas as inscrições para a primeira edição do Curso Locações de Imóveis Urbanos O curso, que tem duração de doze […]

Leia mais
Riscos do envidraçamento de sacadas e varandas de condomínio16, maio 2022

Riscos do envidraçamento de sacadas e varandas de condomínio

Varandas ou sacadas valorizam inegavelmente os apartamentos, compõem um espaço externo agradável na própria unidade, possuem um custo menor para as construtoras […]

Leia mais
Conheça os tipos de quóruns no condomínio14, maio 2022

Conheça os tipos de quóruns no condomínio

O conceito de quórum costuma gerar dúvidas que devem ser esclarecidas, pois esse assunto traz inúmeros questionamentos e incertezas por parte dos […]

Leia mais