Práticas para uma gestão condominial eficiente

07 maio | 4 minutos de leitura
Ser um profissional organizado ajuda a se atentar aos detalhes, ao planejamento de metas e a traçar caminhos para conquistá-las

Estar à frente da gestão de condomínios é um grande desafio. A missão de atingir a eficiência nesse processo é árdua e demanda liderança, visão administrativa e muito esforço. Dos três itens, a liderança se destaca, quando seu principal papel é identificar e satisfazer.

Contudo, como fazer isso? Quais práticas e ferramentas auxiliam um administrador ou síndico a ser bem sucedido em sua gestão?

O que é gestão condominial?

A gestão condominial é o sistema que alinha a administração eficiente de uma organização residencial. A ideia inicial faz parecer que a tarefa é simples, porém ao estudar esse processo, notamos que demanda  dedicação, seriedade, profissionalismo e visão estratégica.

Através de um análise, conseguimos identificar  as principais características que sustentam toda a estrutura da administração condominial, que são:

  • Um administrador ou síndico capacitado para atuar de forma eficiente nos processos condominiais. Além disso, o profissional deve  estar frequentemente atualizado  com noções  da área e ter uma escuta ativa para com os  condôminos;
  • Ter um grupo formado por subsíndicos, conselheiros e colaboradores atuam no suporte ao síndico ou administrador. Por intermédio deles, o gerenciamento se expande, atendendo a  detalhes que passariam despercebidos aos olhos de um profissional que atue sozinho;
  • Implementar meios que facilitem a comunicação entre a gestão e os condôminos;
  • Uma boa gestão financeira ajuda no controle das contas a pagar e receber, a inadimplência, as auditorias e o fluxo de caixa;
  • Administração de processos, como: contratos, atas, cobranças, ações judiciais e impostos;
  • Adotar ferramentas tecnológicas que automatizam e otimizam as demandas da gestão.

É fundamental a identificação das necessidades do condomínio, para então buscar meios de solucioná-las.

Ter uma boa organização

Ser um profissional organizado ajuda a se atentar aos detalhes, ao planejamento de metas e a traçar caminhos para conquistá-las. Às vezes, esse processo começa nas assembleias condominiais quando são feitas críticas e sugestões dos condôminos. A partir daí, o síndico consegue estabelecer o que fará parte do planejamento.

Saber diferenciar o que é grave, urgente ou tendencial ajuda no processo de estabelecer a ordem de relevância das metas.

Fazer a administração de colaboradores

Terceirizar alguns serviços pode trazer muitos benefícios, como a otimização do tempo do gestor condominial. Contudo, há locais específicos no condomínio que precisam ser administrados por colaboradores que atendam diretamente ao síndico.

É importante administrar de forma eficiente não só a parte burocrática, mas também a liderança de equipe. Assim, um bom líder precisa de:

  • ter uma escuta ativa;
  • ser claro ao delegar tarefas, fornecendo as informações e suporte necessário para o colaborador exercer seu papel;
  • reconhecer o trabalho de sua equipe.

Para atender a  esses critérios, é necessário ter empatia para com seu time e visão boa empresarial.

Essas habilidades auxiliam o gestor a identificar os pontos positivos e negativos de cada colaborador de sua equipe. Isso possibilita a maximização de resultados e também minimiza os riscos de processos mal executados. Para isso, é importante que o síndico ou administrador se capacite em gestão de equipes.

Controle de finanças

É uma área vital para qualquer gestão condominial, visto que qualquer erro pode ser fatal para a gestão do síndico.

  • Cálculo de arrecadação – é essencial para o planejamento financeiro estar a par de quanto de dinheiro entrou no caixa de seu condomínio;
  • Inadimplência – ao calcular valores, é preciso levar em consideração o nível de inadimplência do condomínio, seja por aluguéis atrasados ou qualquer outro tipo de conta. Sempre haverá uma porcentagem de inadimplentes;
  • Cálculo de gastos – estar a par de todas as despesas do condomínios, sejam estas  contas de luz, água, manutenção, salário de colabores e até possíveis problemas que possam acontecer;
  • Reserva financeira – ter uma reserva de fundos é fundamental para lidar com as possíveis eventualidades que possam acontecer no condomínio.

Dica Extra: Já para aqueles que estão com o orçamento enxuto, a Cashme, fintech do grupo Cyrela, conta com uma linha de crédito exclusiva para condomínios, com prazo de até 90 meses para pagar e taxas a partir de 0,99% ao mês.

Estabelecer comunicação 

Manter uma boa comunicação não é uma tarefa fácil, principalmente em assembleias, quando muitos  querem apontar problemas, mas poucos estão dispostos a ouvir as soluções.

Contudo, com o auxílio da tecnologia é possível ampliar a comunicação entre síndico e condôminos para além das reuniões de condomínio. Assim, é possível identificar com mais facilidade os problemas e solucioná-los de maneira eficaz.

Muitas são as responsabilidades de um síndico ou administrador. Porém, vimos que é possível se organizar e adotar práticas que podem tornar atividades complexas em algo funcional. O síndico deve manter um olhar atento, uma escuta ativa e prestar o suporte necessário ao seu time e aos condôminos. Assim, todos favorecem e tornam o condomínio um ambiente agradável para se viver.

FONTE: Condo News


Como evitar pagar multas por atraso no condomínio?30, junho 2022

Como evitar pagar multas por atraso no condomínio?

Excesso de barulho, falta de responsabilidade com pets, desrespeito ao uso das vagas de garagem, falta de pagamento da cota condominial, entre […]

Leia mais
É hora de homenagear os profissionais pelo Dia do Porteiro!28, junho 2022

É hora de homenagear os profissionais pelo Dia do Porteiro!

José Geraldo atua há 24 anos em condomínio. para ele, responsabilidade resume o serviço Há 19 anos, a rotina de José Geraldo […]

Leia mais
Confira a 50ª edição da revista O Síndico27, junho 2022

Confira a 50ª edição da revista O Síndico

A revista O Síndico, que circula em maio e junho, acaba de sair e está repleta de assuntos interessantes ao ramo condominial. […]

Leia mais