Individualização da água: quais os benefícios e como pode ser feita

17 jul | 2 minutos de leitura
Individualização é importante tanto para definir o valor justo que cada um deve pagar, assim como para identificar corretamente algum vazamento que possa ocorrer

Em diferentes tipos de prédios, faz-se necessário um controle exato de quanto cada unidade gasta com recursos, como água e gás. Isso é importante tanto para definir o valor justo que cada um deve pagar como para identificar corretamente algum vazamento que possa ocorrer. Assim, vale a pena investir em um sistema de individualização da água.

No post a seguir, confira como é feito esse processo e suas vantagens. Saiba também quais sistemas são usados para medir os gastos de forma individual.

O que é a individualização da água?

A individualização nada mais é que a medição de água separada de cada unidade em um condomínio. Como a concessionária geralmente não presta a medição individual, é preciso contratar uma empresa especializada que fará a leitura e a cobrança por unidade.

Dessa forma, pode-se averiguar o consumo de cada consumidor, garantindo a cobrança justa a cada um, mediante seus gastos. Por isso, a individualização é ideal para prédios como:

  • edifícios comerciais; 
  • edifícios residenciais; 
  • edifícios mistos; 
  • hotéis; 
  • galpões; 
  • shoppings. 

Como é feito esse processo?

Para começar, buscando definir padrões de sustentabilidade ambiental em novos condomínios, foi estabelecida, em 12 de julho de 2016, a LEI Nº13.312, que torna obrigatória a individualização da água em novas edificações, entrando em vigor cinco anos depois de sua publicação, ou seja, em 2021.

Quanto à aplicação, os condomínios mais antigos podem ter alguma dificuldade, devido à sua estrutura, que pode encarecer o processo. Nesse caso, primeiro é preciso que a decisão seja aprovada pelos condôminos, conforme as diretrizes do condomínio.

Então, é possível contratar uma empresa para instalar os novos medidores. Aqui, vale o cuidado de garantir que os medidores instalados sejam acessíveis a outras companhias. Dessa forma, caso queira mudar a parceria no futuro, não será necessária a instalação de novos hidrômetros.

Assim, com a instalação desses medidores feita, ocorre a leitura que pode ser tanto in loco, com um funcionário da empresa, ou remota, usando softwares próprios. Nesse caso, é possível garantir uma maior precisão, bem como um acompanhamento real. Em seguida, a empresa especializada recebe dados automaticamente, gerando a cobrança devida, que é repassada para os moradores.

Quais as vantagens de individualizar a água?

A individualização da água traz muitas vantagens, tanto para quem mora quanto para o condomínio em si:

  • cada morador paga sua própria conta; 
  • é possível ter mais consciência de quanto se gasta e repensar o consumo; 
  • pessoas inadimplentes podem ser identificadas corretamente; 
  • vazamentos podem ser rapidamente detectados e sanados; 
  • a cobrança é mais justa; 
  • o imóvel se torna mais valorizado; 
  • a empresa contratada procede à gestão da água, repassando para a administradora os dados corretos; 
  • a leitura é mais precisa. 

Como você viu, a individualização da água em novos condomínios já é lei. Além disso, esses sistemas também permitem a instalação em prédios mais antigos. Dessa forma, vários benefícios são garantidos, como uma cobrança mais justa e sustentável. Para isso, o primeiro passo é contar com uma empresa especializada, como a Seu Consumo!

FONTE: Seu Consumo


População de rua em frente aos prédios incomoda moradores29, julho 2021

População de rua em frente aos prédios incomoda moradores

Um dos problemas sociais mais urgentes da atualidade é a questão dos moradores de rua. Juiz de Fora não tem um relatório […]

Leia mais
Multa de condomínio: quando e como pode ser aplicada28, julho 2021

Multa de condomínio: quando e como pode ser aplicada

A convivência em um condomínio nem sempre é das mais harmoniosas. Alguns moradores podem passar dos limites, e a multa de condomínio […]

Leia mais
Fim da lei que permitia assembleia virtual em condomínios traz incerteza27, julho 2021

Fim da lei que permitia assembleia virtual em condomínios traz incerteza

Promulgada em 2020 para vigorar de 10 de junho a 30 de outubro, o fim da lei (14.010/20) que permitia a realização […]

Leia mais