Cuidados de manutenção predial no inverno

04 jun | 3 minutos de leitura
Este se torna um período propício para pôr em prática as manutenções preventivas e corretivas

Com a aproximação do inverno, que se inicia no 21 de julho, este se torna um período propício para pôr em prática as manutenções preventivas e corretivas, visando preparar o condomínio para esta estação do ano.

Devido ao clima frio, a ocupação e circulação nas dependências externas diminuem, fazendo deste momento o ideal para obras e reparos. Contudo, a manutenção de inverno demanda das administradoras de condomínios ou síndicos atenção ao condomínio não apenas nas principais áreas externas (piscina, jardins, entradas e etc), mas também em algumas áreas internas do edifício).

Reparos na fachada do condomínio 

O inverno costuma provocar rachaduras, trincas ou fissuras nas fachadas das dependências durante a estação mais fria do ano, o inverno. A ocorrência desse processo se dá a movimentação de materiais, maximizando as mudanças de temperatura no decorrer do dia. Assim, é importante realizar a manutenção, a fim de evitar acidentes com os condôminos.

Manutenção da piscina

A circulação reduzida de moradores, em especial na área da piscina, torna o inverno a melhor época para realizar ajustes nesse local. É preciso estar atento aos aspectos necessários para deixar a piscina de seu condomínio em perfeito estado:

  • Infiltrações e rachaduras: as baixas temperaturas do inverno faz com que apareça algumas rachaduras na fachada, cabendo ao síndico ou administrador solicitar uma inspeção técnica para que aconteça os reparos necessários;
  • Troca de rejunte ou azulejos: esta ação preventiva é econômica e pode ser feita para o acabamento da piscina. Auxilia na estética, funcionamento e na prevenção de acidentes nesta área de lazer;
  • Troca de bordas, pisos e decks: a espessura da nova borda da piscina deve acompanhar a do modelo antigo. Pisos e decks auxiliam na boa aparência e na segurança dos moradores;

Impermeabilização

A estrutura do local precisa ser impermeável, pois qualquer tipo de infiltração pode resultar em corrosão, danificando a pintura e o revestimento das paredes. É preciso estar atento a sinais como gotas, emboloramento nas paredes, regiões com manchas amareladas, avermelhadas ou até escuras devido à ferrugem.

O bolor atinge diretamente a saúde do morador. A impermeabilização do condomínio é uma tarefa complexa e deve ser realizada por profissionais capacitados.

Estrutura do prédio

Além do frio, o inverno também causa chuvas e ventos fortes, o que pode ser um problema caso o síndico não realize a vistoria completa nas áreas de seu condomínio, se atentando a:

  • Janelas;
  • Vidros;
  • Antenas;
  • Grades de proteção;
  • Telhas;
  • Para-raios

Jardins e paisagismo

Não podemos esquecer do paisagismo. Durante o inverno é comum aumentar a proliferação de pragas como cupins nas árvores, fazendo do inverno o período ideal para realizar a manutenção nos jardins. O gestor condominial também deve estar atento ao acúmulo de folhas e água parada, o que demanda uma limpeza periódica para evitar possíveis proliferações de doenças causadas pelo mosquito Aedes Aegypti, por exemplo.

Cuidados em áreas internas

A instalação de gás demanda uma atenção especial durante essa época do ano, com temperaturas baixas. O frio faz com que os condôminos tomem banhos mais quentes, por isso a manutenção dos aquecedores a gás deve ser realizada periodicamente, em especial nos meses de inverno.

O morador deve comunicar ao gestor de seu prédio qualquer irregularidade. No período de baixas temperaturas é comum manter as portas e janelas fechadas, o que faz aumentar a emissão do monóxido de carbono, resultado de banhos em altas temperaturas. Apesar de inodoro e incolor, o gás pode ser fatal.

Deverá ser explicado nas assembleias que a implantação e manutenção dos canos de gás é de responsabilidade do condomínio, mas que os gastos são arcos pelos condôminos, baseados em critérios previstos nas convenções.

FONTE: Condo News


Como evitar pagar multas por atraso no condomínio?30, junho 2022

Como evitar pagar multas por atraso no condomínio?

Excesso de barulho, falta de responsabilidade com pets, desrespeito ao uso das vagas de garagem, falta de pagamento da cota condominial, entre […]

Leia mais
É hora de homenagear os profissionais pelo Dia do Porteiro!28, junho 2022

É hora de homenagear os profissionais pelo Dia do Porteiro!

José Geraldo atua há 24 anos em condomínio. para ele, responsabilidade resume o serviço Há 19 anos, a rotina de José Geraldo […]

Leia mais
Confira a 50ª edição da revista O Síndico27, junho 2022

Confira a 50ª edição da revista O Síndico

A revista O Síndico, que circula em maio e junho, acaba de sair e está repleta de assuntos interessantes ao ramo condominial. […]

Leia mais