SIEPS e SINTEAC-JF celebram CCT 2023

30 maio | 2 minutos de leitura
A nova Convenção dos trabalhadores em empresas de asseio e conservação tem efeito retroativo a 1º de janeiro

Após meses de atraso e diversas rodadas de negociações entre o Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação, Prestação de Serviços Condominiais e Mão de Obra Especializada e Não Especializada de Juiz de Fora (SIEPS) e o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio e Conservação de Juiz de Fora (SINTEAC-JF), foi celebrada, em 23 de maio, a Convenção Coletiva 2023 das empresas de mão de obra especializada e não especializada, de asseio, conservação, e áreas verdes de Juiz de Fora.

A CCT contempla índice de aumento dos pisos salariais da categoria dos trabalhadores em condomínios equivalente a 5,97% e índice a ser repassado aos condomínios de 7,5%. O ticket alimentação passa a ser de R$ 10,87 por dia trabalhado (para jornada de 6h a 7h59) e R$ 18,31 por dia trabalhado (para jornada de 8h ou mais ou 12x36h).

Cabe destacar que o pagamento das diferenças salariais e dos benefícios será retroativo a 1º de janeiro, data-base da categoria, podendo ser quitado à vista ou em três parcelas, no prazo de até 90 dias.

O presidente do SIEPS, Philipe Amorim, aponta que a CCT 2023 representa um avanço “na proteção, especialmente, da prestação de serviço em condomínios, na medida em que procura, respeitando o reajuste anual da variação do INPC, manter os valores em patamares acessíveis e aptos a enfrentar os desafios do momento econômico e de novas tecnologias que vem competindo no setor”.

Já quanto à categoria dos trabalhadores, o presidente do SINTEAC-JF, Sérgio Félix destaca que “a categoria passa a ter os reajustes e atualizações de salários e benefícios que já estavam defasados. As negociações foram bem difíceis, mas conseguimos ganhos para que os trabalhadores não ficassem desguarnecidos, além da manutenção e melhoria de cláusulas convencionais muito importantes, conquistadas nos anos anteriores, como a garantia da homologação de rescisão na sede do sindicato, no prazo previsto em lei, o que traz total segurança para o trabalhador”.

Atraso

Mesmo diante do atraso na assinatura da CCT 2023, o advogado do SIEPS, Domício Procópio, afirma que “o ideal é que a CCT seja celebrada próximo à data base, mas, este ano, em razão da negociação coletiva ter se estendido, foi celebrada em 23 de maio, o que não compromete a efetividade das condições de trabalho que foram pactuadas”.

SERVIÇO
Para acessar a CCT 2023 completa, clique aqui.
Para acessar a nova tabela de pisos salariais e benefícios das categorias, clique aqui.

FONTE: Equipe SíndicoJF


Márcia Lombardi soma experiência e modernidade à frente da Universal Imóveis16, junho 2024

Márcia Lombardi soma experiência e modernidade à frente da Universal Imóveis

Márcia explica que o evento UniCondomínio tem como objetivo capacitar síndicos, promover troca de informações e apresentar novidades   Contabilizando 33 anos […]

Leia mais
Instalação de portaria virtual e dispensa de porteiro rende multa a Condomínio10, junho 2024

Instalação de portaria virtual e dispensa de porteiro rende multa a Condomínio

Mais uma decisão do TST (Tribunal Superior do Trabalho) penaliza Condomínio que implanta portaria virtual e dispensa colaborador para colocar em prática a vigilância à distância. […]

Leia mais
Cláusula sobre portaria virtual9, junho 2024

Cláusula sobre portaria virtual

CCT para funcionários de condomínios paulistanos entrou em vigor dia 1º de Outubro de 2023 Com o fim das negociações entre Sindifícios (Sindicato dos […]

Leia mais