Dedetização em condomínios deve ser realizada, no mínimo, a cada 6 meses

01 jul | 3 minutos de leitura
Ainda que no Brasil não exista uma lei federal que regulamente a dedetização em condomínios, leis municipais e estaduais debatem o assunto devido ao seu grau de importância na sociedade

De acordo com orientações da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o controle integrado de pragas deve ser mensal. No entanto, existe um consenso no mercado, que por sua vez, afirma que o serviço precisa ser realizado, no mínimo, a cada 6 meses. Mas, a periodicidade da dedetização em condomínios pode ser influenciada por outros aspectos importantes, como por exemplo, a proximidade com córregos e terrenos baldios, bem como o porte da construção.

Para garantir a segurança e tranquilidade de moradores e profissionais que circulam em condomínios residenciais e comerciais, é necessário consultar uma dedetizadora especializada. Dessa forma, pode-se identificar a presença de possíveis focos de infestação, traçando estratégias de combate mais efetivas. Além disso, a partir dessa ação é possível regulamentar a frequência ideal para a manutenção preventiva do controle integrado de pragas do ambiente.

A dedetização em condomínios é caracterizada pelo uso de barreiras físicas em conjunto com a aplicação de produtos químicos, que visam eliminar e impedir o acesso de pragas no local. Em função disso, é de suma importância que o serviço seja realizado apenas por profissionais qualificados. Visto que, tal aplicação requer um conjunto de técnicas e habilidades específicas para garantir uma boa eficiência e a segurança de todos no local.

Com a finalidade de oferecer segurança e conforto a síndicos e administradores de condomínios do estado de São Paulo, a Dedetizadora AJAX criou o “Combo para Condomínios”. A empresa que possui uma técnica química responsável pela definição dos produtos utilizados nos serviços, também possui alvará junto à ANVISA. Assim como conta com o respaldo de órgãos fiscalizadores como a Prefeitura de São Paulo e o CREA-SP (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de São Paulo), teve a iniciativa de oferecer em um único pacote, os serviços de dedetização e desentupimento para condomínios.

É importante salientar que a dedetização preventiva é obrigatória em condomínios. Segundo o Instituto Biológico de São Paulo, a dedetização se aplica a áreas comuns dos prédios, como por exemplo, garagens, corredores, elevadores, salão de festas, churrasqueiras, área da piscina etc. E diante disso, esse serviço jamais deve ser realizado por conta própria, isto é, por zeladores, porteiros ou pelo próprio síndico.

Por fim, recomenda-se que durante a aplicação dos produtos químicos, somente os técnicos enviados pela empresa responsável pelo serviço, podem permanecer no local. Portanto, moradores, colaboradores e animais domésticos, devem ser orientados a permanecerem dentro dos apartamentos. Afinal, se inalado, o veneno pode causar danos à saúde.

Para assegurar que o serviço seja realizado com total segurança, recomenda-se ainda, que o síndico contrate uma dedetizadora que ofereça qualificação profissional e EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) para seus funcionários. Dessa forma, todo e qualquer procedimento necessário dentro do condomínio, será realizado com tranquilidade e eficiência.

FONTE: Terra


Visitante pode usar vaga de garagem?4, dezembro 2021

Visitante pode usar vaga de garagem?

Muitos condôminos possuem mais de uma vaga de garagem, por isso, quando fazem alguma confraternização, ou recebem uma visita, disponibilizam uma das […]

Leia mais
O que o síndico não pode fazer? Veja 7 práticas proibidas no condomínio3, dezembro 2021

O que o síndico não pode fazer? Veja 7 práticas proibidas no condomínio

O síndico é uma figura importante para um condomínio. Suas responsabilidades com as questões fiscais e problemas de relacionamento entre os moradores fazem com que ele […]

Leia mais
A importância de fazer coleta seletiva no condomínio2, dezembro 2021

A importância de fazer coleta seletiva no condomínio

É necessário conscientizar moradores e funcionários sobre a separação dos recicláveis Cada brasileiro produz, em média, 387 kg de lixo por ano, […]

Leia mais