Homem finge ser funcionário da Enel para entrar em prédio de luxo

13 jul | 2 minutos de leitura
Em nota, empresa afirma que técnicos não realizam manutenções dentro de residências

Câmeras de segurança de um prédio de luxo na capital goiana registraram o momento em que um homem tenta entrar no local, vestido com o uniforme da Enel – empresa fornecedora de energia elétrica em Goiás. O suposto funcionário chegou ao residencial, localizado no Parque Flamboyant, área nobre da cidade, por volta das 23h e não soube explicar onde iria, bem como, o serviço a ser realizado.

As imagens mostram quando o homem chega ao prédio em uma picape branca, também semelhante aos veículos usados pela empresa. O homem, que usa um capacete, se dirige a portaria do edifício, no entanto, não sabe informar o número do apartamento ou o nome do morador que atenderia.

Segundo a síndica do prédio, Jaislaine de Araújo, a entrada do homem foi proibida. “Ele ainda tentou coagir o porteiro, dizendo que ia registrar, bater foto do condomínio, que foi proibido a entrada dele para prestar o serviço. A gente sente medo, insegurança. Hoje o que a gente só vê? Só problemas, assaltos, pessoas tentando passar outras para trás”, disse a mulher ao portal G1.

De acordo com o delegado William Bretz, uma situação parecida foi registrada no Setor Oeste, também na capital. A Polícia Civil de Goiás investiga os casos e pede que síndicos, condôminos e moradores redobrem a atenção diante de visitas e serviços. “Algumas investigações envolvem suspeitos que se utilizam de uniformes das mais diversas prestadoras de serviços públicos para terem acesso a condomínios e assim praticar diversos crimes. Então fica o alerta acerca da entrada de eventuais prestadores”, relatou o investigador ao portal.

Por meio de nota, a Enel declarou que não realiza manutenções dentro de residências.

“A Enel Distribuição Goiás esclarece que os técnicos a serviço da empresa não realizam manutenção dentro das residências, o trabalho é apenas externo. A companhia alerta sobre qualquer abordagem com pedidos para entrar na casa dos clientes, a empresa só realiza serviços internos em casos de inspeções por danos elétricos, em que o cliente solicita o serviço. Em caso de dúvidas, é fundamental que os clientes entrem em contato pelos canais de atendimento da distribuidora e verificar se há alguma solicitação em aberto para a unidade consumidora”.

A Enel Distribuição Goiás informa, ainda, que “existe um protocolo de segurança para garantir o descarte correto, dos uniformes que não estão mais em uso. Atualmente, apoiado pelo programa Enel Compartilha Empreendedorismo, o grupo Rede Mãos Livres de Goiás, confeccionam cobertores e bolsas feitos a partir de uniformes da Enel que seriam descartados”.

FONTE: Metrópoles


Câmeras de segurança precisam de manutenção26, outubro 2021

Câmeras de segurança precisam de manutenção

Ao entrar em um ambiente, é comum que as pessoas fiquem mais tranquilas ao perceber que há câmeras e alarmes instalados. No […]

Leia mais
Condomínio utiliza água da chuva para molhar jardim e limpar áreas comuns25, outubro 2021

Condomínio utiliza água da chuva para molhar jardim e limpar áreas comuns

Na pior crise hídrica dos últimos 90 anos, os moradores de Sorocaba (SP) estão fazendo de tudo para economizar água. Em um condomínio […]

Leia mais
DF: Morador é condenado a pagar multa por não usar máscara em condomínio23, outubro 2021

DF: Morador é condenado a pagar multa por não usar máscara em condomínio

Um morador do Distrito Federal foi condenado a pagar multa de R$ 448 por não utilizar a máscara de proteção contra a Covid-19 nas […]

Leia mais