Festas de fim de ano: como evitar problemas no condomínio?

13 dez | 3 minutos de leitura
Todo o fim de ano, as pessoas estão em verdadeiro ritmo de festa e a prioridade é celebrar com os amigos e a família

Muitos moradores desejam comemorar essa época de festividades em casa ou nas áreas comuns do condomínio, e assim, alguns percalços e confusões podem acontecer. É preciso ter jogo de cintura e se organizar para que este momento seja só de alegrias.

Seu condomínio está preparado para receber as festas de fim de ano? Tire suas dúvidas e veja como evitar problemas que podem acontecer nessa época para um final de ano de paz e harmonia!

Fique atento ao uso das áreas comuns

É natural que os moradores queiram utilizar áreas comuns como churrasqueiras e salões de festa para realizar reuniões e festas de fim de ano. A única questão é que, nesta época do ano, a concorrência por esses espaços aumenta significativamente, a ponto de muitos condôminos estarem interessados pelo mesmo local e na mesma data.

Evite disputas pela churrasqueira ou salão de festas

Esta é um ponto um tanto delicado de lidar, uma vez que todos têm o direito ao uso das áreas. Portanto, para evitar problemas em potencial, revise a política de uso desses espaços e faça adaptações necessárias.

Alguns condomínios usam o sistema de reservas, enquanto outros promovem sorteios. Se o ambiente for muito grande, verifique se é possível dividir o espaço. Pelo menos um ou dois meses antes da temporada de festas, cole cartazes e avise os moradores sobre esta condição especial. Assim, você evita que alguém seja pego de surpresa e depois reclame que não sabia.

Cuide do playground

Outro ponto crucial é o playground. Com a frequência de festas, muitas crianças — moradores ou visitantes — estarão circulando pelas áreas comuns do condomínio. Não se esqueça de também que fim de ano implica em férias escolares. Para que elas tenham um espaço para se divertir com conforto e segurança, invista em um bom playground infantil ou certifique-se que o seu está com a manutenção em dia.

Com um bom playground de qualidade você evita também que a criançada busque outras formas perigosas de se entreter como correr pelas escadas ou brincar no elevador.

Contorne problemas em relação ao barulho das festas de fim de ano

Ruídos em excesso fazem mal para a saúde. Apesar do clima de celebração, é importante reforçar para os moradores que a lei do silêncio prevalece e, depois das 22h, o barulho deve cessar ou diminuir.

Entretanto, é preciso um pouco de tolerância com esta época em especial. Conversas em tom alto, alta circulação de pessoas e cadeiras sendo arrastadas são exemplos de ruídos inevitáveis em uma festa que podem incomodar outras pessoas.

Todos precisam ter bom senso e ceder um pouco. Vale a pena propor, em reunião, uma extensão provisória do horário de 22h para a meia-noite, por exemplo. No caso de briga entre vizinhos, estimule um diálogo amigável, onde um se coloque no lugar do outro.

Reforce a segurança

Quanto mais festas, maior a circulação de visitas e pessoas estranhas dentro do condomínio. Por isso, é importante reforçar a segurança nessa época do ano e treinar os funcionários para que ninguém entre sem autorização.

Para facilitar, peça que os moradores deixem uma lista de convidados na portaria. Isso facilita a identificação das pessoas de forma mais organizada. No caso de festas dentro das residências, não tem outro jeito: os condôminos precisam autorizar a entrada de cada um dos visitantes pelo interfone.

Para sobreviver a esta época do ano com muita serenidade, tenha essas dicas em mente e comece a se organizar. Desta forma, dificilmente existirão problemas que possam atrapalhar a alegria das festas de fim de ano no seu condomínio!

FONTE: Viva o Condomínio


Cresce adesão à energia solar por assinatura em Juiz de Fora19, julho 2024

Cresce adesão à energia solar por assinatura em Juiz de Fora

Por sustentabilidade, entendemos, a forma de suprir as necessidades do presente sem afetar as gerações futuras. O desenvolvimento sustentável busca maneiras de […]

Leia mais
Condomínios Clube – A Importância do Controle Patrimonial14, julho 2024

Condomínios Clube – A Importância do Controle Patrimonial

  ESCRITO POR: Sergio Paulo da Silva Sócio da Indep Auditores Independentes, perito contábil, auditor contábil CNAI e membro da Comissão de […]

Leia mais
Advogada de JF é membro da Comissão Nacional de Direito Condominial da ABA11, julho 2024

Advogada de JF é membro da Comissão Nacional de Direito Condominial da ABA

Silayne Viccini soma mais de duas décadas no ramo condominial e está à frente da Lázuli Condomínios e Síndicos Somando mais de […]

Leia mais