Portão de condomínio merece atenção

25 maio | 3 minutos de leitura
Para evitar dores de cabeça para o síndico e moradores, é essencial que se faça uma manutenção no portão regularmente

Podemos considerar o portão de condomínio como mais um item de segurança. É importante um controle de acesso rigoroso para evitar a entrada indevida de pessoas não autorizadas ou que não sejam moradores. Para evitar dores de cabeça para o síndico e moradores, é essencial que se faça uma manutenção no portão regularmente, seja qual for o tipo utilizado.

Tipos de portão de condomínio mais adequados

É fundamental fazer a escolha correta do tipo de portão a ser instalado no seu condomínio, considerando a quantidade de moradores e o número de vezes que este equipamento será acionado por dia. Veja algumas das opções:

Deslizante

Aquele com abertura lateral, talvez o modelo mais utilizado. É considerado também o mais econômico e que apresenta menos problemas. O uso e manuseio devem estar de acordo com as instruções do fabricante.

Basculante

É o portão que abre para cima, através de polias e guias laterais, também muito comum nos condomínios por ocupar menos espaço. Necessita de muita atenção pois deve estar bem balanceado. Ao contrário do que pode parecer, o peso deste tipo de portão não influi muito no bom funcionamento do mesmo. O importante é que o motor seja compatível com este peso.

Pivotante

Sua abertura é feita por meio de um eixo, sustentado por pivots que fazem o portão girar. Pode apresentar mais problemas uma vez que os pivots não sejam fortes o suficiente para sustentar e manter o portão no lugar certo. Talvez este seja o modelo menos indicado para condomínios devido ao grande desgaste.

Sistema de acionamento

Existem, também, vários sistemas de acionamento, sendo que o mais utilizado é por radiofrequência, ou seja, o morador ou porteiro faz o acesso remotamente. Também podem ser utilizadas tags e dispositivos de biometria.

A biometria ou a digitação de senha vem sendo bastante utilizadas, pois além da segurança que já proporcionam, ainda obrigam o motorista a abrir a janela do veículo, facilitando ao porteiro o reconhecimento de quem está no seu interior.

No caso do controle remoto, o problema maior é quando ocorre a perda ou roubo, pois neste caso dependendo do tipo utilizado, pode ser necessário o cancelamento apenas do acionador que foi extraviado ou, de todos os moradores, o que gera custo e dor de cabeça. Por isso é importante que o síndico seja avisado assim que ocorrer o extravio de algum destes controles.

A manutenção do portão de condomínio

É fundamental que se faça a manutenção preventiva dos portões para se evitar graves problemas.

O ideal é contratar uma empresa especializada para fazer a manutenção mensal do equipamento e também que se mantenha um técnico à disposição 24 horas para o caso de quebras ou mau funcionamento.

Algumas especificações devem ser observadas no contrato de manutenção:

  • Se consta a inclusão da troca de peças na prestação do serviço;
  • O tempo que a empresa pede para responder ao chamado, seja nos dias de semana, feriados, finais de semana e período noturno;
  • O número de visitas mensais obrigatórias;
  • O número de chamados a que o condomínio tem direito mensalmente.

Importante também que os funcionários do condomínio estejam atentos e procurem manter o equipamento com os trilhos sempre limpos. Eles devem verificar, ainda, se o tempo de abertura e fechamento está constante, e se o portão do condomínio apresenta barulhos ou trepidações.

Custos gerados por acidentes com portão devem ser arcados pelo condomínio

Também se deve ter cuidado com a fiação do sistema, para evitar curtos. No caso de quebra do portão, ele deve ser desligado até que a manutenção seja realizada e o acionamento deve ser feito manualmente.

Se o portão, por algum defeito ou falha de manutenção, vier a bater em um carro que esteja passando, a responsabilidade com os custos do conserto, tanto do carro, quanto do portão é do condomínio, que muitas vezes pode ter até um seguro contra eventuais problemas como este, como queda de energia ou raio, por exemplo.

Como todo equipamento de uso comum, é fundamental que todos zelem pelo uso correto estejam atentos a eventuais falhas.

FONTE: Tudo Condo


Como evitar pagar multas por atraso no condomínio?30, junho 2022

Como evitar pagar multas por atraso no condomínio?

Excesso de barulho, falta de responsabilidade com pets, desrespeito ao uso das vagas de garagem, falta de pagamento da cota condominial, entre […]

Leia mais
É hora de homenagear os profissionais pelo Dia do Porteiro!28, junho 2022

É hora de homenagear os profissionais pelo Dia do Porteiro!

José Geraldo atua há 24 anos em condomínio. para ele, responsabilidade resume o serviço Há 19 anos, a rotina de José Geraldo […]

Leia mais
Confira a 50ª edição da revista O Síndico27, junho 2022

Confira a 50ª edição da revista O Síndico

A revista O Síndico, que circula em maio e junho, acaba de sair e está repleta de assuntos interessantes ao ramo condominial. […]

Leia mais